O que é conciliação bancária e qual a diferença para fluxo de caixa?

7 julho 2022

Saber o que é a conciliação bancária e o fluxo de caixa é fundamental para os administradores de empresas e para quem atua no setor financeiro. Afinal, esses conceitos fazem parte de uma boa gestão e da rotina do negócio.

Portanto, entender cada um deles e suas finalidades leva a uma gestão organizacional mais competente e saudável. Ademais, esse conhecimento pode fazer a diferença no momento de coletar resultados e realizar auditorias na empresa.

Quer saber mais sobre a conciliação bancária e o fluxo de caixa? Então aprenda a seguir esses conceitos e entenda qual é a diferença entre eles!

O que é conciliação bancária?

Primeiro, você deve aprender sobre a conciliação bancária. Ela se caracteriza pelo procedimento realizado pelos gestores de uma empresa ou pelos responsáveis pelo setor financeiro do negócio. O objetivo é avaliar a equiparação entre as contas lançadas internamente e os extratos bancários.

A ideia é verificar se “as contas batem”. Para isso, considera-se o que foi registrado pelo setor financeiro no controle interno e o que foi efetivamente movimentado nos bancos.

Esse controle é fundamental para qualquer empresa, mas tem uma relevância acentuada para médias e grandes companhias. Como esses portes de negócio possuem movimentações bancárias mais frequentes, realizar a conciliação se torna uma rotina imprescindível.

Imagine que, em determinado mês, o controle interno da empresa registre que houve R$ 400 mil em custos, sendo que o valor gasto foi de R$ 100 mil. Ao avaliar os extratos bancários da companhia, os gestores podem perceber que a movimentação lançada não teve esses mesmos valores.

Assim, não houve uma paridade entre o controle interno e o que foi registrado em conta pela instituição financeira. Nesses casos, é preciso verificar as diferenças para saber por que elas ocorreram e identificar como sanar o problema, evitando prejuízos.

Para que serve a conciliação bancária?

Você viu que a conciliação bancária visa comparar os registros do controle interno da empresa e os extratos bancários do negócio. Desse modo, é preciso entender qual é a finalidade de realizar esse procedimento.

O primeiro motivo é a verificação de fraudes. Quando os dados não estão iguais, significa que em alguma das pontas houve um equívoco ou uma situação desconhecida. Muitas vezes, isso pode indicar uma fraude interna ou outros problemas em relação a pagamentos.

Se o dinheiro foi transferido das contas da empresa, mas não chegou ao destino desejado, pode ter ocorrido uma apropriação indébita. Por outro lado, a empresa também pode ter sido vítima de um golpe utilizando as transações realizadas.

Outra funcionalidade da conciliação bancária é permitir que o controle financeiro do negócio seja mais realista e concreto. Afinal, ao perceber as disparidades, é possível notar problemas nos procedimentos ou mesmo nas vendas realizadas.

Ao efetuar a conciliação, a empresa sempre tem uma base de dados confiável ou uma confirmação do controle realizado. A ideia é que o cuidado demonstre que os registros realizados internamente foram corretos.

Por fim, vale citar que a conciliação bancária permite um melhor controle e planejamento do fluxo de caixa da empresa. Ao ter ciência de todas as contas e os registros bancários lançados para o futuro, é possível ter uma previsão mais acertada das contas a receber.

O que é o fluxo de caixa?

Agora que você já sabe o que é a conciliação bancária e para que ela serve, vale conhecer o conceito de fluxo de caixa. Esse também é um procedimento realizado pelo gestor ou pelos responsáveis pelo setor financeiro de uma empresa.

Contudo, ele não visa equiparar os lançamentos internos com os extratos bancários. A ideia do fluxo de caixa é relatar todas as entradas e saídas de valores do caixa da empresa. Logo, tudo o que a companhia recebe e o que gasta, em todas as áreas, faz parte desse documento.

Ele também pode tratar de diversos períodos, e não somente o que a empresa efetivamente recebeu e gastou no tempo de apuração. Isso é importante porque o fluxo de caixa considera pagamentos e recebimentos planejados, que farão parte do patrimônio e das obrigações da empresa no futuro.

Dessa forma, a principal ideia é determinar as movimentações de recursos dentro de um negócio. Com um controle eficiente, a empresa consegue responder diversas perguntas importantes, como:

Portanto, em conjunto com a conciliação bancária, o fluxo de caixa é um dos procedimentos que devem ser priorizados pelo negócio. Com eles, a empresa consegue ter mais assertividade no planejamento e tranquilidade para a realização das atividades.

Qual é a diferença entre os dois conceitos?

A conciliação bancária pode ser considerada uma ferramenta anterior ao fluxo de caixa, que visa verificar a compatibilidade entre o controle financeiro e os extratos bancários.

Para médias e grandes empresas, ela funciona como uma prova real de que o sistema utilizado pela companhia e seus registros condizem com o que foi lançado nos bancos. Essa é uma maneira de ter mais controle, mesmo que o negócio tenha grandes volumes de movimentações financeiras.

Por sua vez, o fluxo de caixa também tem relação com o controle financeiro. No entanto, ele busca registrar todas as entradas e saídas de recursos na empresa. Dessa maneira, é possível ter acesso a diversas informações relevantes em relação à saúde do negócio.

Também vale saber que a conciliação bancária é um procedimento essencial para ter um bom controle do fluxo de caixa. Afinal, verificar se os registros do setor financeiro estão de acordo com os registros bancários garante a segurança das informações utilizadas no fluxo.

Conseguiu entender o que é a conciliação bancária, o fluxo de caixa e a diferença entre esses dois conceitos? Sempre tenha atenção a essas questões para manter a saúde financeira da empresa em dia e conseguir se planejar para expansões e investimentos.

 

Você precisa de uma plataforma de gestão completa com conciliação bancária para sua empresa? Então conheça a Equals!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.