QR Code, NFC e MST: saiba tudo sobre estes pagamentos instantâneos

29 março 2020

índice:

– QR Code, NFC e MST: saiba mais sobre
– O uso dos pagamentos instantâneos no Brasil
– Como fazer conciliação de pagamentos instantâneos

QR Code, NFC, MST… Você já ouviu falar sobre esses pagamentos instantâneos? Leia nosso artigo e saiba mais sobre eles e como funciona a conciliação.

Desde 2018, o Banco Central vêm estudando a regulamentação dos pagamentos instantâneos no Brasil. A expectativa é de que, até o fim de 2020, já esteja totalmente regularizado o pagamento por QR Code, e a partir de 2021, os pagamentos por NFC e MST já estejam regulamentados e também as transferências por QR Code, por meio de código gerado pelo próprio comprador.

QR Code, NFC e MST: saiba mais sobre 

Os pagamentos instantâneos prometem revolucionar o mercado de meios de pagamento no Brasil. O Banco Central, inclusive, está empenhado em agilizar a implantação dos pagamentos instantâneos, através da criação de um sistema de transferências mais rápido e barato que TED e DOC, por exemplo.

Segundo o BC, toda essa rapidez será possível porque a nova infraestrutura estará disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano. Para isso, os estabelecimentos precisarão apenas de um código para ser lido pelos clientes, no caso do QR Code, e máquinas de cartão adaptadas, no caso de NFC e MST.

Mais adiante, traremos números sobre o uso dos pagamentos instantâneos no Brasil. Mas, antes, você precisa saber mais sobre cada um deles. Continue lendo!

QR Code

O QR Code é um código, parecido com os códigos de barra existentes nas embalagens de produtos e em boletos, mas ao invés de ser formado por uma série de faixas acompanhadas por números, o QR Code tem formato quadrado e contém informações codificadas em 2D, tanto na horizontal quanto na vertical.

Criado em 1994 e popularizado em 2003, o QR Code tem alta capacidade de armazenamento. Com ele, é possível armazenar praticamente qualquer tipo de informação. Um código de barras armazena até 44 dígitos, já um QR Code pode armazenar até 7.089 dígitos, 4.296 caracteres ou 2.953 bytes.

O QR Code é muito utilizado em campanhas publicitárias, quando uma pessoa faz a leitura do código e é levada para o site ou aplicativo de alguma empresa. As possibilidades são infinitas, e a leitura do código é muito simples. 

Com a evolução da tecnologia, praticamente todos os smartphones já vem com suas câmeras habilitadas para a leitura de QR Code. Até mesmo aparelhos com câmeras de baixa resolução conseguem ler os códigos. Outra opção é instalar um dos diversos apps gratuitos para leitura de QR Code.

O QR Code aparece como favorito entre os meios de pagamento do futuro. 

Países como China, República Tcheca, Eslováquia e Cingapura já estão mais do que acostumados com o QR Code como meio de pagamento em lojas, restaurantes, estações de metrô etc.

A adesão do QR Code como forma de pagamento é fácil de entender. O comerciante precisa apenas de um código e o consumidor de seu próprio smartphone. Basta aproximar o aparelho do código e pronto, o pagamento é realizado, e o dinheiro cai na conta da empresa em segundos.

NFC

NFC (Near Field Communication), também conhecido como pagamento por aproximação, é uma tecnologia que possibilita fazer compras apenas aproximando dispositivos da máquina de cartão dos estabelecimentos, sem a necessidade de inserir o cartão ou colocar a senha. 

É uma forma de receber pagamentos que está se tornando cada vez mais popular no Brasil, por se tratar de uma experiência rápida, prática e sim, bastante segura tanto para clientes quanto para as empresas que aceitam esse meio de pagamento.

A tecnologia NFC pode ser utilizada para pagamentos via smartphones, smartwatches, pulseiras, adesivos e cartões contactless. Porém, a NFC exige que o smartphone e a máquina de cartão tenham a tecnologia de fábrica. 

A maioria dos smartphones Apple e Samsung contém a solução, mas ainda existem muitas maquininhas que ainda não aceitam essa tecnologia. No caso da MST, esse problema não existe. Confira a seguir.

MST

Enquanto o NFC é limitado a alguns modelos de smartphones e maquininhas, a MST (Magnetic Secure Transmission) é uma tecnologia aceita em todas as máquinas de cartão, isso porque ela foi criada para a leitura da tarja preta magnética presente nos cartões de crédito e débito.

É certo que os cartões mudaram. Hoje, o chip é mais uma medida de segurança, mas a tarja preta continua lá, e as máquinas de cartão já vem com a tecnologia MST de fábrica, o que beneficia esse tipo de pagamento instantâneo.

A Samsung acrescentou a MST em seus smartphones integrando com seu próprio sistema de pagamentos, o Samsung Pay, que também conta com a tecnologia NFC, e assim consegue proporcionar uma experiência do cliente completa, além de beneficiar também os estabelecimentos.

Agora que você já entendeu um pouco melhor sobre os pagamentos instantâneos, confira abaixo o cenário deles no Brasil. Será que o brasileiro está fazendo uso desses meios de pagamento?Leia mais: Os desafios de lidar com múltiplos meios de pagamento

O uso dos pagamentos instantâneos no Brasil

Segundo a pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box, 17% dos brasileiros já realizaram um pagamento por aproximação. Destes, 21% são homens e 13% mulheres, 23% das classes A e B, 15% C, D e E, com 25,8% de usuários de iPhone contra 16,6% de Android.

Mais familiarizado com as novas tecnologias, o público mais jovem lidera o uso de pagamentos por aproximação: 21% têm 16 a 29 anos, 16% de 30 a 49 anos e 12% têm 50 anos ou mais.

Ainda não existem números sobre o uso do QR Code no Brasil, porque esse meio de pagamento esbarra em padronização. Algumas empresas tentam transformar essa situação. Rappi, iFood, Mercado Pago e PagSeguro já transformaram seus apps em carteiras digitais para o pagamento com QR Code em lojas, bares, restaurantes, entre outros.
Leia também: Como evitar fraude de cartão de crédito?
Porém, o QR Code ainda pode evoluir muito e conquistar a preferência dos brasileiros. Como citado no início deste artigo, o Banco Central espera regularizar a situação ainda neste ano de 2020.

Como fazer conciliação de pagamentos instantâneos

E a sua empresa, quer continuar de portas abertas? Para isso, não basta apenas oferecer todas as opções de meios de pagamento aos seus clientes. Mais importante do que isso é fazer um bom controle de todos os seus recebíveis, seja por dinheiro, cartão de crédito, débito, QR Code, NFC, MST etc.

E isso você só consegue com Equals. A densidade de informações, números e relatórios da plataforma Equals permite que você tenha controle total sobre as suas vendas, em tempo real, por meio de um painel simples e intuitivo.

Quer saber mais sobre nossa solução? Aperte aqui e acesse já nosso site. Você pode falar com a gente pelo chat e também solicitar uma cotação. Aproveite (:


Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.