Confira 8 meios de pagamento online que são tendência

26 fevereiro 2020
Neste artigo você conhecerá a evolução dos meios de pagamento e o que podemos esperar para o futuro das transações financeiras

Com a evolução tão acelerada da tecnologia, o futuro caminha lado a lado com o presente. As tendências rapidamente se concretizam, por isso é tão importante acompanhar a evolução que atinge as mais variadas áreas, como os meios de pagamento online.

A transição do escambo (troca de mercadorias) pelo dinheiro e, depois, do dinheiro para os cartões, foi gradativa. Hoje, acompanhamos uma inovação seguida de outras que são desenvolvidas para melhorar a experiência de compra e atender às necessidades de consumidores e empresas quanto à facilidade, agilidade e segurança.

Continue a leitura deste artigo e conheça 8 meios de pagamento online que são tendência!

1. Pagamento mobile

O uso dos dispositivos móveis (mobile) como meio de pagamento online é uma das principais apostas para o futuro, e que de certa forma já está disponível para a maior parte das pessoas. Quem é correntista de banco, por exemplo, pode realizar pagamentos e transferências diretamente pelos aplicativos bancários.

As fintechs, ainda mais alinhadas às inovações tecnológicas, também estão usando com força essa forma de pagamento online por meio de seus aplicativos próprios. Além disso, há outras formas de utilizar dispositivos móveis para pagar contas, como o pagamento via mensagens por meio de aplicativos de comunicação instantânea como o WhatsApp.

2. QR Code

Pagamento em dinheiro ou em cartão, seja o de débito ou o de crédito, é coisa do passado em alguns lugares. Imagine a cena: você vai pagar uma conta no comércio com dinheiro, mas esse é um hábito tão incomum que só será aceito se você tiver a quantia exata, pois não há nem como devolver o troco. A opção mais aceita? QR Code!

É o que acontece, por exemplo, na China. Em Pequim, os pagamentos são feitos predominantemente pelo QR Code ou por aplicativos. Você provavelmente já usou o QR Code para entrar em um show ou ter acesso a determinado evento, certo? O pagamento por meio dessa modalidade de código de barras é igualmente simples e rápido. Não dá para negar que essa é uma tendência pela facilidade evidente que oferece.

3. Carteiras digitais

Carteiras digitais são semelhantes às contas digitais, em que dados pessoais e financeiros são armazenados e utilizados por meio de dispositivos mobile. Bancos, empresas criadas para viabilizar pagamentos e grandes empresas mundiais já estão desenvolvendo soluções com essa característica.

Sem a necessidade de cartões e senhas, basta fazer a transação diretamente pela carteira digital, o que garante segurança na realização do pagamento, sobretudo contra fraudes com clonagem.

4. NFC

O nome pode soar estranho, mas provavelmente você já viu esta cena: o cliente aproxima um objeto da máquina de pagamento do comerciante e pronto, está feito o pagamento. Esse é o sistema Near Field Communication (NFC) ou contactless (sem contato).

O objeto nesse caso é o celular, que pode ser usado pelo cliente e também pelo receptor do pagamento. Isto é, para quem vai pagar, basta ter o celular com acesso ao sistema, mas para quem vai receber pode ser usado qualquer dispositivo com leitor compatível.

Quando a compra é feita, o pagamento ocorre de forma simples: basta aproximar os dois objetos, com cerca de 10cm de distância para que a conexão seja estabelecida. Só então aparecem no smartphone do cliente os dados sobre a compra, como valor e produto adquirido. Aí é só confirmar o pagamento. Simples assim!

Alguns bancos usam esse recurso, bastando ao correntista estabelecer a conexão por aproximação entre o cartão bancário e o leitor do caixa eletrônico.

Melhore a gestão financeira de sua empresa

5. Token de segurança

O token de segurança é semelhante a um pendrive que funciona como uma espécie de certificado digital. A principal característica desse meio de pagamento é a criação de senhas temporárias. Funciona da seguinte maneira: o cada transação realizada pelo cliente, o token gera uma senha aleatória, única e temporária, válida apenas para a operação.

O cliente, ao efetuar uma compra, aciona o dispositivo, que vai gerar uma senha (também chamada de chave). O processo seguinte consiste em utilizar a senha para concretizar o pagamento. Todo o procedimento dura segundos.

Se você já perdeu a senha do e-mail ou algum tipo de serviço que utiliza pela internet, como as redes sociais, já deve ter vivenciado uma experiência semelhante. Ao enfrentar alguma dificuldade de acesso, o sistema gera um código e o envia para o seu celular ou e-mail. Essa senha deve ser inserida no sistema para que você consiga acessá-lo.

6. Criptomoedas

As criptomoedas ou moedas digitais vêm conquistando cada vez mais adeptos. Elas surgiram como um propósito de consolidar a chamada economia digital e são pesquisadas desde a década de 1990, mas só na última década a tecnologia se tornou viável.

Usar criptomoedas é bem simples: basta ter uma carteira digital composta por moedas digitais. As transações são feitas agilmente pela conta do usuário, com a geração de senhas de acesso, como os tokens que explicamos anteriormente. Os códigos também se caracterizam pela segurança, pois são gerados para serem usados uma única vez.

7. Reconhecimento facial

Identity Check Mobile é uma tecnologia já usada em 14 países e em implantação no Brasil. Ela consiste no uso do reconhecimento facial como meio de pagamento. Algumas empresas já estão em fase de projeto-piloto e pretendem disponibilizar essa opção aos seus clientes em breve. É o caso do Banco Santander, que está realizando testes em parceria com a Mastercard e a Dafiti. Uma das vantagens destacadas é a perspectiva de redução de fraudes.

8. Biometria

Outra novidade que já está em testes no Brasil é o uso da biometria como meio de pagamento. Assim como já utilizamos a biometria nas operações bancárias sem o uso de senha, os pagamentos seguirão o mesmo modelo: basta fazer a leitura da impressão digital para confirmar a transação.

De acordo com a Visa, que iniciou projeto-piloto em janeiro de 2018, essa é uma das tecnologias mais seguras para a realização de pagamentos. No caso da Visa, a biometria é feita usando tanto o cartão quanto a impressão digital do cliente. Isso acontece porque o padrão das digitais é comparado com os dados registrados no cartão.

Os meios de pagamento online são revolucionários e acompanham a evolução de tecnologias que usamos no dia a dia. A tendência é que, em breve, todas as opções que listamos aqui estejam disponíveis no varejo brasileiro.

Ficar atento às mudanças, portanto, não é uma opção, é uma necessidade. Mantenha-se sempre bem informado sobre meios de pagamento online assinando a nossa newsletter!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.