Por que o gerenciamento financeiro é importante para a empresa?

26 fevereiro 2020

O gerenciamento financeiro faz parte da rotina de qualquer empresa. Isso, no entanto, não quer dizer que ele sempre é feito da maneira correta ou com o rigor necessário. É aí que se destacam os processos eficientes e que geram resultados efetivos para a organização.

É importante entender que o gerenciamento das contas da empresa deve ser constantemente revisto para garantir que sempre cumprirá com o seu papel principal: controlar e monitorar todas as movimentações financeiras.

Neste artigo, vamos explicar a importância de manter as economias em ordem e trazer dicas para melhorar a gestão na sua empresa. Acompanhe!

O que é gerenciamento financeiro?

Em resumo, ele consiste em um conjunto de processos adotados para planejar, controlar e administrar os recursos da empresa. Todas as etapas que envolvem a saída e entrada de dinheiro, portanto, devem ser acompanhadas pelos processos de gerenciamento financeiro.

Cada empresa desenvolve os processos mais adequados para a sua realidade, mas, independentemente do porte da organização, eles sempre têm um grau elevado de complexidade. Mesmo tarefas mais simples, como o fluxo de caixa, requerem a máxima atenção aos registros, cálculos e conferências.

É por conta desses desafios que a gestão das contas deve ser simplificada ao máximo. Em geral, isso pode ser obtido por meio de softwares desenvolvidos especificamente para a função, encurtando processos e mitigando falhas.

Investir no gerenciamento financeiro gera uma série de benefícios à empresa. Entre as vantagens podemos destacar que ele:

Como melhorar o gerenciamento financeiro na sua empresa?

Como todos os processos empregados em uma empresa, a gestão financeira sempre pode ser melhorada, seja estabelecendo novos métodos ou melhorando aqueles que já fazem parte da rotina da organização. Entre as principais medidas, apontamos três que geram resultados mais evidentes. Confira!

Automatize processos

Para ter um gerenciamento financeiro eficiente, todos os processos precisam ser controlados com a máxima precisão — afinal de contas, estamos falando de dinheiro. Mesmo as operações mais corriqueiras do dia a dia estão sujeitas a falhas.

Há ainda outro ponto que precisa ser considerado: a necessidade de apuração de informações complexas, como registros, cálculos sobre resultados financeiros e recolhimento de impostos.

Realizar esse conjunto de tarefas de forma manual gera um custo elevado, além do risco de ocorrência de erros. As empresas brasileiras gastam 1.958 horas e 1,5% de seu faturamento, por ano apenas para cumprir obrigações fiscais. Soma-se a isso as despesas para realizar outras atribuições próprias do setor financeiro, o gasto efetivo com pagamento de impostos e… pois é, a conta é pesada!

É por tudo isso que a automação dos processos é a melhor medida para reduzir boa parte desses riscos. Isso porque softwares de gestão conseguem processar dados financeiros em tempo real, diminuindo ao máximo o risco de falhas humanas.

Um dos recursos mais comuns nas empresas é o Sistema de Gestão Empresarial, conhecido também como ERP (sigla em inglês para Enterprise Resource Planning). O ERP se divide em módulos, que devem ser integrados para que todas as informações necessárias à gestão possam ser concentradas em um mesmo ambiente.

Uma forma de aprimorar ainda mais o ERP da sua empresa é integrar outras soluções a ele, como sistemas de conciliação bancária e administração de cartões. Assim, a automação financeira da sua empresa ficará ajustada às suas reais necessidades.

Controle o fluxo de caixa

Acompanhar o fluxo de caixa é uma necessidade diária das empresas e consiste na apuração do saldo entre contas a pagar e a receber. O responsável por esse controle deve projetar as movimentações previstas para o dia e atualizar as informações no decorrer do período, registrando cada valor que entra e que sai do caixa.

Esse controle é fundamental e deve ser rigoroso, ou seja, não basta saber apenas qual é o saldo ao final do dia. Tão importante quanto isso é conseguir identificar a fonte das receitas e a origem das despesas. São informações estratégicas para a empresa e que serão necessárias tanto para resolver problemas, como a necessidade de corte de gastos, quanto para identificar oportunidades, como a definição de ofertas ou de meios de pagamento para os clientes.

O mais recomendado é a automatização no controle do fluxo de caixa. Por meio de uma solução tecnológica, é possível acompanhar resultados em tempo real, gerar relatórios e fazer análises mais precisas sobre a saúde financeira da sua empresa.

Faça conferências e conciliações

Todos os dados que estão registrados e apurados no fluxo de caixa precisam ser confrontados, diariamente, com as movimentações financeiras efetivamente concretizadas. Nessa etapa, destacamos dois processos fundamentais: a conciliação bancária e a conciliação de cartões. Entenda melhor!

Conciliação bancária

A conciliação bancária é o processo de comparação entre os registros feitos no fluxo de caixa e o saldo em conta corrente. Qualquer discrepância deve ser investigada.

As divergências podem ocorrer pela falta de registro adequado ou pela não compensação de valores previstos em conta corrente. Outro motivo que pode levar a inconsistências é a ocorrência de fraudes. Havendo essa suspeita, recomenda-se fazer uma auditoria financeira.

É possível adotar soluções tecnológicas para fazer a conciliação de forma automatizada e em tempo real, permitindo aos gestores mais agilidade na tomada de decisões.

Conciliação de cartões

A conciliação de cartões segue o mesmo propósito da conciliação bancária. A diferença é que a conferência é direcionada para as vendas feitas por cartões de débito e crédito. Ou seja, a conciliação vai verificar se todos os registros relativos a essa forma de pagamento foram processados corretamente junto às operadoras de cartões.

Em geral, a ocorrência de divergências pode estar relacionada a pedidos de chargeback, erros de processamento ou mesmo falhas de comunicação com as operadoras de cartões.

O uso de sistema automatizado é imprescindível nesse controle e garante que a empresa conseguirá agir rapidamente para recorrer contra possíveis fraudes de cartão de crédito ou cancelamentos indevidos.

Como é possível notar, o gerenciamento financeiro abrange processos complexos e que dependem do controle sistemático. Para que ele seja mais eficiente e estratégico, a adoção de procedimentos tecnológicos é um passo indispensável no cenário atual.

Quer saber quais são as ferramentas mais adequadas para a sua empresa? Entre em contato conosco: vamos te ajudar a identificar as melhores soluções para o seu negócio!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.