Entenda a importância e como analisar relatórios financeiros

26 September 2018
This article is for you to understand the importance of analyzing such reports and how they can help in optimizing results.

Investir em automação financeira pode impactar sua organização trazendo inúmeras vantagens. Entre elas, vale a pena destacar a geração automática de relatórios financeiros, que permitem analisar a situação das finanças da empresa e ainda podem gerar oportunidades de negócio.

Levando isso em consideração, produzimos este artigo para que você entenda a importância de analisar tais relatórios e como eles podem ajudar na otimização dos resultados. Boa leitura!

Por que é preciso analisar os relatórios financeiros?

Em suma, eles são essenciais para a gestão financeira de uma empresa, podendo auxiliar os gestores em diversas tomadas de decisão. Mais do que isso: são fundamentais para:

Durante a análise dos relatórios financeiros, é possível obter informações cruciais sobre o desempenho da empresa, o que interfere nas decisões sobre compras, retenções, cortes etc.

Além disso, eles são importantes para reduzir custos em negociações B2B. O exemplo mais claro são as prestadoras de serviço de adquirência, ou seja, as operadoras de cartão, que possuem taxas diferenciadas. É sabido que elas atuam de forma conjunta com diversos segmentos, como as companhias aéreas, que muitas vezes possuem duas ou mais adquirentes contratadas.

Por meio dos relatórios, é possível comparar as taxas e compreender qual é o produto mais atraente oferecido por cada uma das adquirentes. Sem essa análise, as alterações de produto entre as operadoras podem parecer insignificantes se pensarmos que a taxa de serviço é baixa em relação à venda.

Contudo, em um montante alto de vendas ou no caso de empresas que possuem um ticket médio elevado, essas diferenças serão de grande influência no sentido de otimizar os custos. Em longo prazo, os impactos são ainda mais perceptíveis.

Enfim, a análise dos relatórios deve ser encarada como uma ferramenta poderosa, que pode fornecer informações valiosas para o planejamento orçamentário da organização. A análise detida de entradas e saídas, por exemplo, possibilita que gastos desnecessários sejam identificados e que haja maior precisão nas decisões tomadas.

Quais os principais relatórios utilizados pelas empresas?

Em linhas gerais, há como dizer que todos os relatórios financeiros são importantes. No entanto, cada organização e seus respectivos modelos de gestão podem tirar mais proveito de um ou outro grupo específico de relatórios.

Elencamos abaixo alguns tipos de relatório que podem fazer muito pela saúde financeira das empresas e explicamos como funciona cada um deles. Confira!

Auditoria de taxas

Como sugere o próprio nome, esse relatório possibilita a auditoria das taxas cobradas pelos prestadores de serviço. Sendo assim, sua análise permite saber quais cobranças estão sendo praticadas de maneira indevida. No contexto da conciliação de cartões, ele se mostra como uma das mais valiosas fontes de informação em relação às adquirentes.

Chargeback

Controlar os chargebacks é um dos grandes desafios para muitos gestores. Esse tipo de relatório ajuda a identificar exatamente quais foram as vendas contestadas. Aliás, uma análise prévia dele até permite o cancelamento da prestação de serviços em alguns casos.

Para organizações que lidam com o comércio eletrônico, em especial, eles podem ser ainda mais úteis. Isso porque, nas vendas online, é praticamente impossível atestar a legitimidade das conversões quando não são reconhecidas pelo suposto comprador.

Infelizmente, tanto em vendas físicas quanto nas eletrônicas, os vendedores raramente conseguem identificar o verdadeiro responsável pela fraude em questão. Sendo assim, é importante analisar os chargebacks adequadamente, para que as ocorrências sejam devidamente contabilizadas pelas operadoras e gateways de pagamento.

Fluxo de caixa

Um bom relatório de fluxo de caixa auxilia a interpretar se os valores que estão sendo pagos em um determinado período estão em conformidade com suas vendas. Trata-se, portanto, de um elemento absolutamente central na gestão financeira da empresa.

A estabilidade do negócio é alcançada a partir do acompanhamento contínuo dessas movimentações, já que esse acompanhamento ajuda a reconhecer eventuais rombos e prejuízos.

Quais métricas considerar no momento da análise?

Paralelamente à análise dos relatórios, algumas métricas devem ser consideradas no momento da análise. Veja, logo abaixo, algumas das mais relevantes para manter as finanças de uma organização em dia.

Retorno sobre o investimento (ROI)

Para muitos gestores, o ROI é a métrica mais importante de todas. Ele mede o quanto a empresa ganha em relação aos investimentos realizados. Assim, é possível saber se os esforços estão sendo corretamente direcionados. É uma métrica bastante abrangente e pode ser utilizada para analisar diferentes áreas e departamentos.

Custo de aquisição do cliente (CAC)

Esse indicador mensura quanto a empresa gasta para adquirir cada um dos clientes. É um dado extremamente valioso, já que auxilia a interpretar se a operação de aquisição é saudável ou se há risco de prejuízo futuro. Afinal, ter um CAC alto demais quer dizer que o valor obtido com um novo cliente não faz valer os investimentos realizados para atraí-lo.

Lucro

Empresas existem e operam visando ao lucro. Embora isso não seja uma grande novidade, muitos empreendedores se equivocam ao analisar a taxa de lucro da organização. Isso se dá, em grande parte, por causa de expectativas inalcançáveis. Desse modo, o acompanhamento do lucro deve ser constante e feito de maneira crítica.

Como uma ferramenta de gestão financeira auxilia na criação e análise dos relatórios?

Uma boa ferramenta de gestão financeira é capaz de gerar e auxiliar no processo de análise de relatórios. Soluções que lidam com vendas físicas e digitais são ainda mais indicadas, porque ajudam a aumentar o lucro e a produtividade da empresa. Além de automatizar a elaboração de relatórios, ferramentas desse tipo podem reunir diversas outras funcionalidades.

Para exercer um controle financeiro realmente efetivo na organização, é válido contar com uma ferramenta de gestão que seja capaz de conciliar as vendas com cartões. Assim, haverá uma integração completa entre esses dados e as outras informações indispensáveis para realizar uma boa gestão financeira.

Bons sistemas também permitem a auditoria frequente do fluxo de caixa, possibilitando a conferência entre previsto e realizado e detalhando todos os movimentos na agenda financeira. Além disso, algumas plataformas disponibilizam o controle completo sobre cancelamentos.

Conforme vimos, portanto, os relatórios financeiros possuem uma importância que transcende a gestão financeira de um negócio. Eles também são estratégicos para o planejamento e ajudam a gerar oportunidades, tanto na redução de custos, quanto nas negociações com outras organizações, o que faz com que sua análise seja absolutamente indispensável e o uso de ferramentas de gestão altamente recomendado.

Se você gostou do conteúdo e quer fortalecer as finanças de sua empresa, entre em contato conosco — nós podemos ajudar!

Categorias

Newsletter
The Payment Market evolves every day, our solution too.