Dia das crianças e as oportunidades para e-commerce em 2020

22 outubro 2020
A importância de comemorar o dia das crianças aumentou em 46% durante a pandemia do novo coronavírus. Neste artigo, vamos abordar oportunidades para o e-commerce atender esse consumidor que quer um equilíbrio entre preço e qualidade mais do que nunca.

O dia das crianças é considerado a segunda melhor data comemorativa do segundo semestre do ano para o comércio varejista. Cerca de 54,1% das empresas que vendem produtos para o público infantil costumam ter um saldo positivo no período. A expectativa é de que a data traga um resultado 3% melhor que no ano de 2019, diferente dos 6% previstos para o crescimento, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq).

Apesar e por causa das preocupações tomadas durante a pandemia para a contenção do coronavírus por meio do distanciamento e isolamento social, a importância de comemorar a data aumentou em 46%, segundo uma pesquisa do Facebook IQ. 

Só no ano passado, o e-commerce movimentou R$ 2,4 bilhões no mesmo período, ou seja, 24% de aumento no faturamento dos e-commerces em relação a 2018. 6,1 milhões de pedidos foram feitos durante o dia das crianças em 2019, o que correspondeu a 26% de aumento no volume de vendas para o comércio eletrônico comparado com 2018.¹

As vendas em e-commerces têm sido animadoras no primeiro semestre de 2020 com R$ 38,8 bilhões em vendas, representando 47% de superação de resultado quando comparado a 2019.¹

Na volta, seus tios, avós, padrinhos etc. compram 

Uma pesquisa da CDL-Rio apurou que os pais (74,5%), os avós (18,2%) e os tios e padrinhos (7,3%) são os que mais presenteiam e a maioria das crianças (64,5%) é quem escolhe o próprio presente. A dica para empresas é criar uma comunicação com ofertas que incluam outros personagens que também irão presentear as crianças, não apenas os pais.

Um ponto curioso neste ano é de que cerca de 7% dos adultos pretendem comprar presentes para si. 10% são homens e 4% mulheres. A oportunidade para marcas está em oferecer ofertas também para esse público que tem poder de compra e vai usá-lo. Como, por exemplo, produtos relacionados ao universo de super-heróis que podem ser consumidos por crianças e adultos geeks. A faixa etária é de pessoas entre 29 e 49 anos. Quem tem mais de 50 anos não planeja se presentear e a justificativa é de que essas pessoas costumam ter filhos e netos.

Segundo o Facebook IQ, o ticket médio para compras no dia das crianças deve chegar a R$ 300 e por causa da pandemia:

O meio de pagamento mais utilizado será o cartão de crédito (62%), seguido do cartão de débito (40%), dinheiro (38%), boleto (19%) e transferência bancária (8%), segundo pesquisa da Social Miner e Opinion Box. Além de as lojas estarem preparadas para conciliar vendas com múltiplos meios de pagamentos, é importante que estejam programadas para o consumidor que pretende comprar online e retirar o pedido na loja física; cerca de 65% das pessoas têm essa pretensão,¹ visto que 62% da população brasileira tem frequentado menos lojas físicas.

Os itens mais comprados serão brinquedos (68%), roupas e acessórios (55%), calçados (33%) e artigos infantis (33%).¹ Para 61% das pessoas,¹ realizar as compras apenas por meio de um smartphone e com atendimento via app de mensagens, como o WhatsApp, facilita o processo de compras.

Dia das crianças e as oportunidades para e-commerce em 2020 

Mais da metade dos consumidores já começou a busca por presentes, com o objetivo de evitar aglomerações em lojas físicas e comparar preços em e-commerces. 43% das pessoas acreditam que lojas online costumam oferecer bons descontos.¹ Uma dica importante para as empresas é ter um plano com ofertas antecipadas que também sejam capazes de gerar vendas depois do dia das crianças.

O objetivo é aproveitar ao máximo o tráfego de consumidores em sites de busca, oferecendo cupons de primeira compra no e-commerce, frete grátis para pedidos de um valor mínimo determinado, além de condições especiais para quem deixar para comprar de última hora. 51% das pessoas pagariam um frete mais caro se um pedido for entregue dentro de 24h.¹ Neste contexto, ter uma gestão de estoque bem estruturada vai potencializar muito a gestão financeira da empresa porque evita ruptura e melhora a performance de vendas.

Ter esse planejamento é importante porque, embora o dia das crianças tenha ganhado uma grande importância, considerando a vida enclausurada imposta pela covid-19, há pessoas que vão comemorar, mas por enquanto têm a intenção de economizar e por isso não pretendem comprar presentes. 

Por outro lado, 62% das pessoas admitiram que se os preços estiverem bons, há grande possibilidade de mudarem de ideia. Outras 32% disseram que se o frete não ficar muito caro, também pode ajudar a mudar a decisão. Economizar sempre é bom para todo mundo, mas esse comportamento de compra se deve também à redução da renda da população, uma vez que, segundo a revista Veja:

A revista Veja descobriu também que cerca de 72% dos brasileiros acreditam que suas finanças pessoais irão melhorar dentro de um ano. Ao mesmo tempo, 78% dos entrevistados admitiram que vão conter gastos nos próximos meses e apenas 48% creem que a economia brasileira vai se recuperar nos próximos 12 meses.

Em sínteses, as empresas estão lidando com um consumidor que quer um equilíbrio entre preço e qualidade mais do que nunca, e que o aspecto de força da marca seja colocado em um segundo plano.

Integração e organização são fundamentais para o e-commerce 

Ainda que os brasileiros estejam interessados em comemorar o dia das crianças, essa intenção considera a necessidade de economizar a renda familiar; e ficar em casa é um dos pré-requisitos para obter êxito. Pois, não por acaso, um dos únicos locais em que as pessoas menos se sentem desconfortáveis ao sair de casa de casa é o supermercado. Assim, gastos com atividades de lazer fora do lar tendem a ser reduzidos.

Além de preparar o e-commerce para os períodos de pico de compras dos clientes, como será no dia das crianças, é importante gerir o caixa da empresa no médio e longo prazo. Já que se determinados produtos têm muita saída, um estoque mínimo precisa ser definido para evitar ruptura e a consequente frustração do consumidor pela falta de estoque.

Uma ferramenta de conciliação financeira, como a Equals, permite um maior controle de transações, cancelamentos e chargebacks, além da conciliação bancária, conferência de dinheiro, auditoria de taxas e antecipação de recebíveis, para facilitar os processos de fluxo de caixa e, por consequência, otimizar a rentabilidade do negócio.  

1: Fonte: “Seasonal Insights – Dia das Crianças”, Brasil – Estudo encomendado pelo Facebook IQ e realizado pela Bridge Research, 2020.

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.