Como evitar fraude de cartão de crédito?

23 outubro 2019
O cartão de crédito é uma das principais formas de pagamento utilizada pelos consumidores. Veja dicas para você se prevenir de fraudes de cartão de crédito.

O cartão de crédito é uma das principais formas de pagamento utilizada pelos consumidores, seja em lojas físicas, seja em comércios online. No geral, esse meio de pagamento é seguro e confiável, tanto para comerciantes quanto para consumidores.

Contudo, existem uma série de golpes que se aproveitam de algumas brechas para levar vantagem. Só no Brasil, são tentadas 3,6 fraudes por minuto apenas na internet, de acordo com dados divulgados pelo laboratório de segurança da Psafe. Ou seja, é preciso tomar precauções para não se transformar em vítima.

Pensando nisso, trouxemos dicas para você se prevenir de fraude de cartão de crédito. Confira!

Quais as consequências das fraudes com cartão de crédito?

Ao ser vítima de uma fraude envolvendo cartões de crédito, o lojista sofre um prejuízo duplo. O primeiro deles, e mais óbvio, é o financeiro. Não são raras as situações nas quais o comerciante perde o produto.

Essa é uma ocorrência muito comum, principalmente por meio do chamado chargeback, que é quando um consumidor contesta uma compra, em alguns casos, com o intuito de fraudar o negócio. Quando isso acontece, o lojista envia o produto, mas tem seu pagamento bloqueado e fica sem o dinheiro e o item.

Além das questões financeiras, golpes com cartões de crédito trazem prejuízos à reputação do comerciante. Ele tem sua credibilidade abalada perante as instituições financeiras e com os demais clientes, que podem ficar receosos de realizar compras no seu comércio.

O que fazer para evitá-las?

O risco e a variedade de golpes envolvendo cartões circulando na praça é enorme. E eles atingem tanto transações em estabelecimentos físicos quanto aquelas processadas na internet. Tal cenário exige alguns cuidados para minimizar a chance de ser passado para trás. Confira o que fazer para evitar essas fraudes.

Estabeleça políticas de segurança

Seu negócio deve contar com regras de segurança para que sejam emitidos alertas quando alguns parâmetros forem transpostos. Eles variam de acordo com o que é comercializado, mas o valor do ticket médio (o quanto é gasto em cada compra, em média), dados inconsistentes e compras com padrão anormal (muitas compras seguidas com o mesmo cartão, por exemplo) são sinais de que algo está errado.

Suspeite de compras fora do padrão

Na maioria dos casos, não é normal que um cliente faça pedidos com grandes quantidades do mesmo produto ou escolha várias unidades dos itens mais caros à disposição na loja.

Outro sinal que indica um golpe são as solicitações de envio com fretes muito caros, mesmo para produtos com valor baixo ou quando há a opção de frete grátis disponível.

Entre em contato com o consumidor

Mas o que fazer quando um padrão suspeito de comportamento for notado? Na maioria das situações, o recomendável é bloquear a compra e entrar em contato com o consumidor. Como as informações fornecidas em tentativas de fraude são quase sempre inexistentes, provavelmente não será possível localizar o suposto cliente. Assim, a fraude é evitada. Se as formas de contato fornecidas estiverem corretas, basta esclarecer o motivo do padrão anormal com o cliente e liberar a compra sem receios.

Confira a documentação

Em transações presenciais, a maioria dos cartões conta com chips, que exigem uma senha para que a venda seja liberada. Todavia, isso não impede que o cartão seja utilizado por terceiros. Inclusive, essa é uma prática comum entre familiares e amigos.

No entanto, não hesite em exigir a documentação para identificar quem está utilizando o cartão e se aquela pessoa tem autorização para tal. Embora essa pareça uma atitude desagradável, ela não tem nada de ilegal. Basta conferir o RG para garantir que cartões roubados ou mesmo clonados não sejam utilizados no seu estabelecimento.

Em casos de compras feitas pela internet, é preciso ter cuidado também com o CPF informado. É comum que fraudes se utilizem de números de cadastros inexistentes para realizar o cadastro e fazer a compra. Portanto, confira se o CPF informado pertence mesmo àquele cliente.

Para isso, sempre que necessário, utilize o site da Receita Federal, que além do nome do titular, informa se aquele cadastro de pessoa física se encontra em situação regular. Essa precaução previne compras fraudulentas e evita a emissão de notas com dados equivocados, o que também pode representar uma dor de cabeça para o seu negócio.

Mantenha um cadastro atualizado de clientes

A manutenção de um cadastro com as informações dos clientes e suas respectivas compras é um excelente aliado na prevenção de fraudes, principalmente no caso do já mencionado chargeback. Para compras feitas pela internet, esses dados podem incluir informações sobre a localidade na qual o pedido foi feito e o dispositivo eletrônico de onde ele partiu.

Ao ter disponível todas as informações a respeito das compras efetuadas, o lojista consegue saber quais aquisições foram feitas e comprovar a entrega do produto ou resolver desentendimentos. Muitas vezes, acontecem as chamadas “fraudes amigáveis”, quando o cliente não lembra de determinada compra ou empresta o cartão para terceiros e se esquece disso.

Invista na segurança do seu site

Não negligencie a segurança do seu site. E isso vale desde o momento em que o cliente efetua seu cadastro, por isso sempre exija senhas fortes, que combinem pelo menos 6 letras, números e símbolos. Com isso, as informações solicitadas estarão protegidas das mãos de golpistas que tentem violar a segurança do seu e-commerce.

Além disso, é importante que o site conte com certificação digital. Essa tecnologia, representada por um cadeado na barra do navegador na qual está localizado o endereço, garante que os dados fornecidos pelos clientes estão criptografados.

Clientes que não têm o intuito de fraudar transação consideram que essa proteção diz que aquela loja é confiável, o que eleva as chances de eles efetuarem uma compra. Por fim, é importante que todos os dados coletados sejam tratados com cautela, para evitar vazamentos.

Uma tentativa de fraude de cartão de crédito pode acontecer a qualquer momento. E como nenhum sistema de segurança é infalível, é impossível evitar todas elas. De todo modo, é importante investir na prevenção, tanto para evitar prejuízos quanto para transmitir confiança aos consumidores.

E você, já teve problemas com cartão de crédito? O que você costuma fazer para prevenir essas fraudes? Deixe seu comentário logo abaixo!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.