Como a Equals verifica a segurança das transações financeiras?

2 março 2021

Transações financeiras ocupam um lugar central no controle financeiro de uma empresa. A partir dos avanços tecnológicos, elas certamente ganharam em mobilidade. No entanto, é possível mantê-las seguras, mesmo com tantas mudanças e trocas de informações?

Este artigo foi desenvolvido com o objetivo de mostrar como é possível verificá-las. Ao longo do texto, mostraremos como isso acontece na prática e como a Equals pode contribuir para dar mais segurança a esse processo.

O que são as transações financeiras de uma empresa?

Em termos resumidos, uma transação financeira ocorre quando há uma troca de dinheiro entre dois agentes, independentemente do propósito em questão. No contexto corporativo, isso significa que a empresa está recebendo ou pagando alguma quantia.

Nessas transações, geralmente, o comprador paga à empresa por um produto ou por uma prestação de serviço. A instituição, por sua vez, também adquire insumos para dar continuidade às suas atividades. Para isso, é necessário pagar aos seus colaboradores, fornecedores e assim por diante.

Como elas são feitas?

Como haveria de ser, toda troca de dinheiro envolve uma forma de pagamento — é ela que determina como o valor será transferido de uma ponta a outra. Ou seja, é o meio pelo qual o montante sairá do pagador e chegará ao recebedor.

Sendo assim, pode-se afirmar que a gestão dos valores trocados e das formas de pagamento utilizados são essenciais para o andamento de uma empresa. Afinal, ela pode receber ou pagar de diferentes maneiras, principalmente se considerarmos as inúmeras possibilidades oferecidas pelos pagamentos digitais.

Com a chegada desses novos meios — cartões pré-pagos, pagamento via celular, moedeiros digitais e afins — pagadores e recebedores ganharam mais praticidade para realizar suas operações. Ainda assim, quando somados às maneiras “antigas” (débito, crédito etc.), eles representam um desafio no sentido da gestão financeira. Isso porque é fundamental garantir a segurança das informações e dos valores trocados.

Bruno Kilian, que é especialista em sistemas de segurança, ressalta essa importância em colaboração para o portal Canal Tech: “Todo o canal deve ser protegido de maneira que esses dados [do cliente] não sejam expostos, não possam ser obtidos de maneira ilegal por indivíduos mal intencionados e que, ainda que de alguma maneira sejam roubados, não possam ser utilizados graças a uma criptografia avançada e segura”.

Quais são os riscos mais comuns desse tipo de transação?

Atualmente, um dos maiores problemas das empresas é o chargeback — transação de pagamento contestada pelo portador do cartão de crédito diretamente com o banco emissor. Ela faz com que o recebedor não saiba exatamente o que ocorreu, tornando o controle de chargeback uma tarefa muito complicada no âmbito financeiro.

Essa especificidade demanda um maior cuidado, principalmente dos lojistas e das empresas que lidam constantemente com o varejo. A gestão de vendas com cartão de crédito certamente é um dos grandes desafios nesse sentido.

Os negócios online são mais arriscados do que os “físicos”?

Embora apresentem vantagens em relação à mobilidade e à experiência do consumidor, pagamentos digitais são sim mais arriscados. Apesar dos sistemas antifraude, as lojas virtuais são as campeãs em números de chargeback. Isso se dá porque esses sistemas não podem barrar muitas transações — dessa forma, eles deixariam de capturar transações honestas apenas por simples suspeitas.

Além disso, as transações online nem sempre necessitam de uma senha digitada. No caso do cartão de crédito, por exemplo, são pedidos apenas alguns dados. Por isso, há diversas formas de fraudar uma venda.

No âmbito do e-commerce, existem clonadores de cartão de crédito e até mesmo portadores que agem de má fé solicitando o estorno da transação após o recebimento do produto.

Quais erros, por parte da empresa, provocam brechas na segurança?

Apesar da dificuldade em controlar chargeback, as lojas virtuais que não utilizam um sistema conciliador de vendas estão em desvantagem em relação àquelas que usam.

Por mais que as administradoras de cartão citem quais são as vendas que sofreram chargeback, isso se torna praticamente inútil sem poder rastrear o número de pedido, por exemplo. Isto é, na ausência dessas precauções, a loja dificilmente consegue converter o débito, aumentando a brecha de segurança em suas transações financeiras.

Por que é importante garantir a segurança dessas transações?

Garantir a segurança das operações digitais de compra e venda de uma empresa é imprescindível para manter seu bom funcionamento. Um e-commerce sem problemas com fraudes se distancia de complicações com seu capital de giro, por exemplo.

Além disso, fraudadores podem comprometer a engenharia financeira de uma instituição, gerando prejuízos irreversíveis. Tudo se torna ainda pior se obtiverem acesso a informações relativas aos recebíveis e a outros dados sigilosos.

Qual é o maior desafio dos gestores para garantir a segurança das transações financeiras?

O maior desafio é obter sucesso na defesa de contestações de vendas, porque é difícil reverter o débito com as administradoras de cartões. Também é preciso atentar aos prazos dados pelas operadoras — se excedidos, o débito nunca mais será revertido. Por conta disso, há a necessidade de controlar cada etapa do processo em um sistema conciliador: a contestação da venda, a defesa e o débito e/ou reversão.

Como a Equals verifica a segurança de transações financeiras?

A ferramenta Equals permite um controle transparente das operações financeiras, facilitando a verificação das informações relativas às vendas realizadas. Ela rastreia e identifica cada transação, associando-a à venda interna. Assim, é possível obter informações verdadeiras a respeito de cada uma destas etapas:

Além disso, ela também oferece um controle detalhado no nível de um conciliador, facilitando o fechamento contábil no final do mês e minimizando o saldo entre as contas contábeis. A solução ainda concilia em diversos níveis, unindo em um só sistema os dados relativos a:

Para facilitar o controle dos eventos financeiros, a Equals também conta com um aplicativo. Nele é possível acompanhar tudo na palma da mão, por meio de gráficos, filtros personalizados e notificações instantâneas. Desse modo, torna-se bem mais simples gerir as vendas e o fluxo de caixa, por exemplo.

Enfim, controlar as transações financeiras é uma atividade fundamental dentro de uma empresa. Apesar de desafiadora, essa demanda pode se tornar mais segura com a utilização de boas ferramentas.

Para verificar a segurança das transações de sua empresa com maior eficiência, entre em contato com a Equals — nós podemos ajudar!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.