Antecipação de recebíveis em vendas no cartão de crédito: vale a pena?

26 agosto 2019
A antecipação de recebíveis em vendas no cartão permite que o lojista receba o valor total da venda no dia seguinte. Mas será que vale a pena? Descubra!

Este artigo é para você, empreendedor, investidor ou profissional que atua no varejo. O que você prefere? Receber o valor de suas vendas no cartão de crédito em 30 dias ou no dia seguinte? Obviamente, você deve ter escolhido a segunda opção. E isso é possível, graças à antecipação de recebíveis. Porém, como tudo na vida, esta prática tem prós e contras. Continue com a gente e saiba mais!

O que é antecipação de recebíveis?

Como o próprio nome já diz, trata-se de uma antecipação, um adiantamento que o lojista pode solicitar à sua instituição bancária ou operadora de cartão referente ao valor de vendas feitas no cartão de crédito, parceladas ou à vista.

Quando o varejista faz uma venda no cartão de crédito, à vista, ele geralmente recebe o valor em 30 dias, podendo esse prazo chegar até a 45 dias. Quando a venda é feita no cartão de crédito, em parcelas, ele recebe a primeira parcela em 30 dias, a segunda após o mesmo período, e assim por diante.

Porém, muitos empreendedores não conseguem esperar tanto tempo para receber o valor de uma venda, de um produto que já foi entregue. Por isso, recorrem à antecipação de recebíveis, onde o lojista pode receber o valor das vendas no cartão de crédito à vista ou parcelado no dia seguinte, descontando as taxas das operadoras financeiras.

A antecipação de recebíveis permite que você receba, no dia seguinte à venda, o valor que só cairia na sua conta futuramente, 30 dias após a efetivação da compra por parte do cliente. O dinheiro que é antecipado permite maior liquidez ao negócio, mas não pode se tornar uma prática recorrente. Mais adiante, você vai conferir suas vantagens e desvantagens.

Leia também: Como evitar fraude de cartão de crédito?

Como e para quem solicitar a antecipação de recebíveis?

Para fazer a solicitação, basta que o lojista entre em contato com a instituição financeira responsável. Abaixo, vamos elucidar para você quem são estas operadoras bem como as diretrizes de algumas delas. Confira:

Bandeiras: Visa, Mastercard e Elo são exemplos de bandeiras, que são responsáveis por fornecer a tecnologia (chip do cartão) que faz a criptografia dos dados do cliente e o intermédio com as adquirentes e subadquirentes.

Adquirentes e subadquirentes: são as empresas licenciadas pelas bandeiras que fornecem as máquinas de cartão, sendo responsáveis por executar as transações financeiras quando o consumidor passa o cartão.

Confira agora exemplos de adquirentes e subadquirentes e suas características:

Stone: esta empresa é uma adquirente, e fornece mais do que uma maquininha de cartão. Com ela, você pode pedir a antecipação pela própria máquina ou pelo aplicativo, e o lojista é atendido em até 5 segundos.

Cielo: com esta adquirente, você pode receber o dinheiro da antecipação no mesmo dia, para solicitações até às 14h.

Redecard: adquirente do Grupo Itaú. Clientes do banco recebem suas vendas no crédito à vista em até dois dias úteis, sem taxas.

Pagar.me: uma subadquirente que se tornou uma solução completa para receber pagamentos online. É possível solicitar e simular a antecipação pelo Dashboard da empresa, sem complicações.

Quando fazer a antecipação de vendas?

Anteriormente, mencionamos que a antecipação de recebíveis garante fluidez ao negócio, mas nem tudo são flores. Essa prática não deve ser vista como um empréstimo (apesar das taxas serem bem menores).

Quando você pega um dinheiro que não é seu, é caracterizado o empréstimo. Mas não é o caso. Na antecipação, você recebe o dinheiro de uma venda que você fez, ou seja, o seu próprio dinheiro, mas que lhe seria repassado futuramente.

A antecipação deve ser feita somente quando você realmente precisar do dinheiro, pois sua prática recorrente pode trazer grandes perdas, por conta das taxas cobradas pelas instituições financeiras.

Você não deve pensar na antecipação como uma forma de resolver problemas, mas sim em gerar resultados como: manter o fluxo de caixa positivo; controlar o capital de giro; realizar investimentos e pagamentos; reduzir custos; aumentar lucros.

Vantagens e desvantagens da antecipação de recebíveis

Agora que você já sabe o que é, como, para quem e quando solicitar a antecipação, confira abaixo suas vantagens e desvantagens:

Vantagens

– Geralmente, as taxas da antecipação de recebíveis em vendas no cartão de crédito são menores do que as cobradas nos empréstimos (cheque especial);

– Apesar de ter os mesmos benefícios, a antecipação não é um empréstimo, porque o dinheiro é seu, porém, creditado antecipadamente;

– Você não precisa se preocupar com inadimplência, porque mesmo que o cliente não efetue o pagamento, você recebe, sendo a operadora do cartão responsável por fazer a cobrança;

– A rapidez no recebimento da antecipação permite que o lojista obtenha vantagens competitivas, diminuindo o endividamento e aumentando os lucros do negócio, podendo negociar valores e prazos de pagamentos e planejar investimentos.

Desvantagens

– A dependência da antecipação pode ser um risco. Mas isso só depende de você;

– O mal uso da antecipação pode gerar problemas de fluxo de caixa. Mas, novamente, evitar esse problema depende do planejamento do lojista.

Conclusão

Chegamos ao fim deste artigo. Esperamos que você tenha entendido o conceito, como, para quem e quando solicitar a antecipação, bem como suas vantagens e desvantagens.

Você deve ter percebido que a antecipação de recebíveis em vendas no cartão tem mais prós do que contras, e só depende de você para que essa prática seja benéfica para a gestão financeira do seu negócio. Portanto, faça bom uso e aproveite todos os seus benefícios!

Até a próxima!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.