Como lidar com grandes volumes de vendas no varejo

26 fevereiro 2020
As empresas do varejo precisam se preparar para atender as demandas, principalmente aquelas com grandes volumes de vendas. Saiba como.

O varejo no Brasil deve crescer 5,2% em 2019, segundo levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O faturamento do setor em 2018 alcançou a marca de R$ 1,5 trilhão, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Portanto, se considerarmos a previsão de crescimento junto com o faturamento, chegamos a cifras impressionantes. Os números mostram a força do varejo brasileiro, que parece estar se recuperando, ainda que lentamente, da recessão econômica do país nos últimos anos.

O e-commerce não fica para trás. Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o comércio eletrônico deve crescer 16% em 2019. A previsão é de que 265 milhões de pedidos sejam efetuados, com ticket médio de R$301,00 e faturamento de R$79,9 bilhões.

Diante deste cenário, as empresas do varejo precisam se preparar para atender as demandas, principalmente aquelas com grandes volumes de vendas. As gigantes varejistas como Magazine Luiza e Netshoes, por exemplo, lidam com alto volume de transações o ano todo.

Mas, como sabemos, o brasileiro adora uma promoção, por isso, as vendas aumentam e muito em datas comemorativas como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Black Friday e Natal, não só para as grandes, mas também para médias e pequenas empresas do varejo.

Leia também: Os 5 maiores erros de gestão financeira no varejo

Datas comemorativas: os números do varejo no Brasil

Você sabe. Nessas datas, as lojas ficam lotadas de consumidores sedentos por promoções e descontos. E isso é bom para o varejista? Claro, é ótimo, se o mesmo estiver preparado para isso. Essas épocas costumam ser de muita tensão para as empresas, que precisam estar altamente disponíveis e não podem parar.

Uma pesquisa da Linx mostrou que, no Dia das Mães de 2018, houve um aumento médio de 9,3% no número de visualizações por dia em lojas virtuais, com um pico de aumento de 31% nesta data. O aumento médio da receita durante o período foi de 9%.

O estudo mostrou ainda que, durante a Black Friday do mesmo ano, as gigantes do varejo online receberam 10 vezes mais visitas em suas lojas virtuais e os brasileiros gastaram em média R$ 598,00 no e-commerce.

O varejista precisa saber que, nestas datas, o volume de vendas cresce exponencialmente, ainda mais no e-commerce, que vem conquistando até os consumidores mais tradicionais.

Mas como se preparar para lidar com grandes volumes de vendas nas empresas que têm alto movimento o ano todo e mais ainda em datas sazonais?

5 dicas para lidar com grandes volumes de vendas no varejo

Antes das dicas, devemos destacar a importância deste assunto. Pense comigo: se a sua empresa não souber lidar com um alto volume de vendas, ela acabará perdendo oportunidades de vendas, ou seja, deixará de lucrar quando perceber que não tem mercadorias no estoque, por exemplo, para suprir a demanda dos consumidores.

Além de prejuízo financeiro, o seu negócio deixará os compradores insatisfeitos. E todos sabemos que um consumidor descontente, dificilmente volta a comprar da empresa que deixou a desejar. As consequências podem ser devastadoras.

Mas, calma. É por isso que estamos aqui. Confira a seguir dicas práticas e valiosas para que você consiga atender todas as demandas, sem prejudicar a saúde financeira do seu negócio.

1. Tenha um controle de estoque eficiente

O primeiro passo para fazer um controle de estoque eficiente é o planejamento. É essencial que você planeje suas ações com, no mínimo, 1 (um) ano de antecedência, analisando todas as épocas do ano e, claro, as datas comemorativas, quando acontecem os picos de vendas.

Esse planejamento precisa ser exato. Se você quer cuidar do seu estoque do jeito certo, precisa saber os dias exatos em que as vendas vão começar e terminar. Assim, é possível organizar a compra de matéria-prima e insumos necessários para o seu negócio girar.

A grande vantagem das vendas em datas comemorativas é que elas são previsíveis. Você pode, por exemplo, se basear nos números de anos anteriores para planejar suas compras e, consequentemente, seu estoque.

2. Crie um bom relacionamento com fornecedores e parceiros

No varejo, seja físico ou e-commerce, dois fatores são determinantes para a decisão de compra dos consumidores: preço e prazo. Para vender barato e entregar rápido, você precisa escolher bem seus fornecedores, sejam eles parceiros que fornecem insumos ou que fazem as entregas dos produtos aos seus clientes.

Os Correios ainda são o meio de entrega mais utilizado no Brasil, mas já existem empresas especializadas que também prestam esse serviço com preços competitivos, agilidade e segurança. Vale a pena pesquisar para escolher a melhor opção para o seu modelo de negócio.

Portanto, lembre-se: se o seu cliente se preocupa com preço e prazo, por que você não? Na hora de escolher o seu parceiro, não analise apenas o preço, mas também o tempo de entrega. No caso de vendas em datas comemorativas, você pode se planejar e negociar valores mais atrativos bem como prazos mais adequados para a sua empresa.

3. Faça uma análise prévia da demanda

Assim como as duas primeiras dicas, essa também é essencial para que você consiga prever suas encomendas. E para fazer isso, você pode analisar os números do ano interior, por exemplo, para não errar nas quantidades. É importante ficar de olho também no cenário econômico e no comportamento dos consumidores.

A pesquisa de palavras-chave é uma boa dica. Você pode usar sites como Google Trends e Semrush para acompanhar as buscas dos internautas pelos seus produtos, sua marca e seus concorrentes.

4. Garanta a disponibilidade de suas operações

Seja você dono de uma loja física ou e-commerce, é de suma importância manter seus sistemas de venda disponíveis, com o objetivo de proporcionar a melhor experiência de compra possível.

No caso do e-commerce, você precisa oferecer facilidade, segurança e velocidade para aumentar as chances de compra dos visitantes. Outra dica valiosa é oferecer diversidade de meios de pagamento para que o interessado decida qual a opção ideal.
Leia mais: Os desafios de lidar com múltiplos meios de pagamento

E o mais importante, no caso do e-commerce, é a escolha de uma boa hospedagem do site, para que sua loja virtual não fique fora do ar em momentos de tráfego intenso, por exemplo.

5. Aposte na tecnologia

Em um cenário com alto volume de vendas, a tecnologia é a principal aliada do seu negócio, principalmente se você tiver um e-commerce. Fazer o controle financeiro de todos os recebimentos, manualmente, é praticamente impossível. Por isso, o mais indicado é utilizar uma plataforma de gestão financeira para que você otimize os processos do seu negócio.

Com um sistema de gestão financeira inteligente, é possível simular a antecipação de recebíveis, fazer a conciliação e a baixa dos lançamentos, auditar descontos e taxas e visualizar informações amplas e específicas de todas as movimentações financeiras da empresa, em tempo real.

Fazendo uso de uma solução digital completa, você consegue ter o controle das finanças do seu negócio, podendo se preocupar com o que mais importa: o seu cliente.

É isso! Chegamos ao fim deste artigo. Esperamos que, com nossas dicas, você consiga lidar com grandes volumes de vendas em sua empresa do varejo. Agradecemos sua companhia. Até a próxima!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.