8 perfis de gestores no mercado financeiro. Qual é o seu?

21 setembro 2019
O que é gestão financeira? Qual o papel do gestor no mercado financeiro? Qual é o perfil ideal? E o seu perfil, qual será? Leia este artigo e descubra!

A função de gestor, principalmente no mercado financeiro, não é para qualquer um. O profissional que atua em cargos de liderança nesta área tem grandes responsabilidades, e o seu perfil e suas características podem fazer toda a diferença na gestão financeira do negócio como um todo.

O que é gestão financeira?

Podemos definir gestão financeira como o conjunto de medidas administrativas que visa fazer o planejamento, análise e controle das atividades financeiras de uma empresa, no que se refere a investimentos, despesas, lucros, empréstimos, financiamentos etc.

Uma gestão financeira bem feita permite que a empresa estipule metas, estabeleça prazos e estude se os resultados estão alinhados ao planejamento, com o objetivo final de obter bons resultados para o negócio.

Desde pequenas e médias até grandes empresas, acertos na gestão financeira são indispensáveis para a sobrevivência e crescimento dos negócios. Contudo, os erros também podem ser determinantes para o futuro das corporações.

E o gestor financeiro, como sendo o responsável pela equipe financeira e todos os seus processos, tem papel fundamental dentro das organizações.

Qual é o papel do gestor no mercado financeiro?

O gestor financeiro é o profissional responsável pelo controle financeiro da empresa. Ele é quem deve administrar e aplicar os recursos disponíveis do negócio da melhor forma, com o objetivo de reduzir custos e aumentar lucros, buscando sempre a otimização de processos e a melhoria de resultados.

Algumas da funções do gestor financeiro são:

– Fazer o controle de contas a pagar e a receber;
– Manter em dia as obrigações fiscais;
– Analisar demonstrativos contábeis;
– Gerar relatórios de desempenho;
– Realizar auditorias internas e pesquisas de mercado;
– Monitorar o controle de estoque;
– Acompanhar o fluxo de caixa;
– Manter saudável o capital de giro.

Como objetivo principal, o gestor financeiro deve atuar para maximizar o patrimônio líquido da empresa, a partir de boas práticas de gestão financeira, sempre com ética e transparência.

Leia também: Transparência nas transações: a importância para a gestão financeira

Esse profissional vem se tornando cada vez mais importante para as empresas. Uma boa atuação do gestor financeiro pode facilitar as tomadas de decisão dos demais líderes da organização, gerando valor e aumentando sua competitividade.

No mercado financeiro, um bom gestor pode levar a empresa ao sucesso, porém, um gestor que deixa a desejar também pode impactar negativamente o negócio. Mas quais são os perfis de gestores? Qual é o ideal? E mais: qual é o seu perfil?

8 perfis de gestores mais comuns nas empresas

O perfil do gestor impacta diretamente na motivação, produtividade e entrega dos funcionários, bem como nos resultados da empresa. Confira a seguir os perfis de gestores e suas características. Se você se identificar com algum deles, conte para a gente!

Leia mais: 7 vantagens da Gestão Financeira Online que você precisa saber

1. Democrático: a maioria dos gestores não consegue vivenciar o dia a dia das empresas, por isso, muitos escutam a opinião de todos os funcionários, e fazem questão de que os colaboradores participem com suas opiniões, sugestões e críticas. Esses são os gestores democráticos, que acreditam no poder da colaboração dentro do negócio.

2. Autoritário: esse perfil de gestor é, infelizmente, bastante comum no mercado financeiro, principalmente nas empresas mais tradicionais. Ele é, basicamente, o contrário do gestor democrático. O gestor autoritário não dá liberdade para seus funcionários participarem da gestão e lidera promovendo o medo nos profissionais de sua equipe.

3. Meritocrático: este é um tipo de gestor extremamente racional, por vezes, atua com frieza demais. Ele se baseia em números e dados de planilhas e softwares para analisar a performance de seus liderados. Sua forma de agir com cada um, portanto, depende de seus desempenhos individuais.

4. Carismático: esse gestor foca em relacionamento, boas conversas e acredita que todos os integrantes da equipe têm potencial, e faz com que eles mesmos acreditem nisso e se tornem pessoas melhores, sempre agindo com leveza, carisma e bom humor. De qualquer forma, apenas um sorriso no rosto não convence a diretoria, assim como qualquer outro, esse perfil também precisa mostrar resultado.

5. Executor: é o gestor que ao invés de apenas delegar, “coloca a mão na massa”, e faz o possível para alcançar os resultados e bater as metas. Porém, um risco desse perfil é focar muito na operação e esquecer o planejamento, centralizando demais as atividades em si mesmo e distanciando-se da equipe.

6. Coach: esse perfil valoriza o autoconhecimento e a inteligência emocional. Esse gestor promove um ambiente agradável e de desenvolvimento pessoal tratando todos de forma humilde e empática. Ele sabe lidar com os problemas do dia a dia com maturidade e acaba motivando a equipe.

7. Paternalista: esse é o famoso “paizão”, trata seus subordinados como filhos, deixa se levar pela emoção, e muitas vezes acaba pecando por causa disso, sendo parcial em suas decisões. Esse tipo de gestor deve ter cuidado para que sua equipe não fique acomodada por conta de seu comportamento “paterno”.

8. Antenado: chegamos ao último e, com certeza, mais admirado perfil de gestor. Esse tipo de líder é inquieto, está sempre antenado às novidades e tendências do mercado, às vezes, pode ser considerado um visionário, e isso é muito bom. Está sempre buscando otimizar os processos com soluções disruptivas e inovadoras.

Esse perfil de gestor sabe que a tecnologia e a inovação são extremamente necessárias para as empresas, principalmente para o setor financeiro, que precisa evoluir e se reinventar para acompanhar as preferências e necessidades dos clientes. E claro, não mede esforços para convencer a equipe e a diretoria da empresa sobre as mudanças e evoluções necessárias.

Esse tipo de gestor é fundamental para a transformação digital e do mindset dentro das empresas. É ele quem dá o pontapé para novos ares dentro das corporações mais tradicionais.

Leia também: Transformação digital para departamentos financeiros do varejo

É isso! Esperamos que você tenha gostado e assimilado o que é gestão financeira, o papel do gestor financeiro e os perfis mais comuns. Como você deve ter percebido, o “tipo ideal” é aquele que compreende a importância da tecnologia e inovação no dia a dia dos negócios, ainda mais no mercado financeiro. Qual é o seu perfil? Mande para a gente!

Até breve!

Categorias

Saiba das novidades
Os meios de pagamento evoluem a cada dia,
nossa solução também.